Colégio “Stos Francisco e Jacinta Marto”

Publicado em 05/06/2019
primer comunio

Foram 27 rapazes, os que receberam pela primeira vez a santa Comunhão, naquela manhã ensolarada na Cidade dos Rapazes, em Cusco. Rapazes de diferentes idades, todos alegres e sonhadores, recebiam no seu coração e nas suas vidas o Santíssimo Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo. Este dia “coroava” de alguma maneira o trabalho realizado pelos sacerdotes e irmãos que acompanharam estes rapazes no aprofundamento da sua fé e os haviam preparado para receber a sagrada comunhão. Grandiosíssima tarefa, mas muito árdua.
Nós que vivemos e trabalhamos no apostolado dos sacramentos de iniciação cristã, damo-nos conta que hoje em dia não é tão fácil incutir a fé e ajudar a tomar consciência da importância dos sacramentos. E isto, porquê? Especialmente, porque as famílias já não se preocupam em ensinar e animar na fé os seus filhos; pelo menos, é isso o que se passa na realidade dos nossos apostolados de Cusco, e o que vemos nas famílias dos nossos rapazes internos e nos nossos colégios.
Se não existe uma família que anime na retaguarda, todo o desejo de incutir a fé por parte do sacerdote e/ou catequista será, sempre, mais pesado e árduo. Fatos como o deste dia, em que 27 rapazes receberam a Primeira Comunhão é para nos alegrarmos, mas sem esquecer que devemos ajudá-los com a nossa oração, para que a fé não esfrie, procurando ajudar as famílias a tomar consciência do seu papel catequizador, dentro do âmbito familiar, como igreja doméstica que são.