Missionárias Servas dos Pobres

Publicado em 05/02/2019
hnas mision

Recentemente fizemos um percurso de 4 aldeias no Departamento de Apurimac como parte das nossas missões extraordinárias. O caminho para chegar a estas aldeias é um livro aberto da Beleza e Amor de Deus, ainda que, em muitas ocasiões, a estrada seja perigosa devido aos desmoronamentos. Durante o dia, visitamos as casas e, à noite, demos catequese, projetamos vídeo e fizemos jogos com as crianças. Numa das visitas, encontramos uma senhora a fazer uma manta de lã de ovelha (ver fotografia), que é utilizada para carregar os seus bebés ou qualquer outra coisa. É belo encontrar estas pessoas humildes que trabalham no silêncio e na simplicidade, como a Sagrada Família de Nazaré. Neste caso, só restavam o pai e a mãe porque os filhos tinham ido para a cidade em busca de melhor qualidade de vida. Ao ver-nos, receberam-nos com muita alegria e agradecimento, e pediram-nos que rezássemos, com eles, pela sua família.
 
Noutra casa, encontramos uma mamã que tinha caído na campo, tinha uma ferida no pé e uma distensão na mão. Vamos sempre bempreparadas e levamos a caixa de primeiros socorros. No grupo, temos uma irmã enfermeira que se encarrega de fazer os tratamentos. A mamã ficou muito agradecida com este ato. Ainda existem postos médicos em cada aldeia, mas, muitas vezes, estão fechados e não dão atenção. Em muitas casas, encontramos anciãos sós e tristes, que, ao ver-nos, se enchem de alegria porque sabem que lhes levamos a Palavra e a presença de Deus, e o pão, feito por nós mesmas, em Cusco. Quanto anseiam que os escutemos!... Que os acompanhemos.